Seguidores

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

A Grande Ilusão Das Redes Sociais

Ilustração para o Blog: ZERO212



"Multiple Personalities" - Paulo Zerbato/2011



A Grande Ilusão das Redes Sociais Filosofia Radical

A ilusão tornou-se uma espécie de pão nosso de cada hora que nos alimenta e nos satisfaz da mesma maneira que uma droga. Como qualquer confusão dos sentidos que provoca uma distorção da percepção, essa deformação eventualmente nos serve como uma busca do ideal ou até mesmo como uma fuga aos desgostos da vida real.

O mundo está repleto de ilusões. Os mágicos utilizam cascatas de espelhos, janelas de fumaça e distrações para driblar o público a fim de fazê-lo acreditar no inacreditável. Durante o processo, mistificam toda a rotina, capturando a atenção dos espectadores, utilizando-se das ilusões para emocionar, cativar e influenciar seus seguidores.
Durante décadas as pessoas se mantiveram plantadas em frente à televisão esperando por pequenos embrulhos semiprontos cujo conteúdo fosse capaz de fazer seus olhos brilharem e tornar mais suaves suas vidas modernas. De dança dos famosos a pessoas confinadas em casas e fazendas, a televisão sempre ofereceu uma extraordinária gama de possibilidades de distribuir qualquer tipo de conteúdo destinado a qualquer segmento de espectadores, tudo isso em troca de propagandas que geram enormes receitas.

Agora temos a internet, especialmente as redes sociais, onde as múltiplas formas de compartilhar qualquer assunto, seja por pessoas, marcas ou empresas ampliam potencialmente a capacidade de atingir qualquer público.
Atualmente, as pessoas que participam de inúmeras redes sociais também estão envolvidas numa espécie de show de mágica, elaborando ilusões para transmitir diversos sinais para seus “espectadores”. Ao invés de estúdios de produção para a televisão, a própria pessoa disposta a cativar seus seguidores executa o papel de editor e produtor, servindo-se de uma vasta variedade de mecanismos para interagir com as outras pessoas. Compartilham aplicações sobre esportes, agendas de shows, horóscopos, enviam fotos e pequenos vídeos, tudo para mostrar aos outros como estava delicioso seu café da manhã em determinado hotel ou como todas as pessoas estavam se divertindo em determinada festa. Essas pessoas criaram a era dos status onipresente, enviando constantemente atualizações sobre tudo e todos, onde seu público tem apenas duas opções: construir um vago mosaico de quem são essas pessoas ou se desligar por completo delas.
Certamente os benefícios de se participar de uma rede social estão bem claros, mas há desvantagens, também. As informações que a maioria das pessoas produz têm a mesma intenção de iludir seus seguidores que a televisão. Embora nem sempre sejam intencionais, ocasionalmente essas informações criam uma espécie de “ilusão branca”, que nada visa além da autopromoção, mas que pode, contudo, refletir ou não a vida real dessa pessoa.

Inopinadamente a vida é cheia de ilusões. Assim como as redes sociais, essas ilusões são ampliadas constantemente. Muitas pessoas que compartilham tudo nas redes sociais não são quem realmente são. Todas aquelas ferramentas para atualizarmos nossos status, compartilharmos fotos, mostrarmos onde estamos, entre outras, servem para valorizar mais a nossa forma de nos expressarmos online, nos obrigando a implementar sempre com mais alguma “coisinha” cada detalhe, seja uma legenda, uma imagem ou um vídeo.

....

Para ler o texto completo acesse o link:

http://zeroduzentosedoze.blogspot.com.br/2011/11/grande-ilusao-das-redes-sociais.html



2 comentários:

Related Posts with Thumbnails